01 dezembro, 2010

Nada a ver com paredes, colares, náuseas e doces!

Foi uma porrada. E eu não lembraria de toda a trajetória que percorri de ré para tentar um bom ângulo. Dos poucos que dão certo e esse não deu. Tinha uma árvore no caminho. Eu tive poucos segundos para perceber que não havia sangramento e nada havia escorrido em meu colete, que pesava alguns poucos quilos. Um segundo de quase desmaio e não saberia dizer quem serviu de escora. Ainda sinto o baque. Ainda sinto as pernas queimando, o suor escorrendo, os ombros cansados, os olhos ardendo...E lembro da raiva que veio depois do "deixa ela aí". Viria, logo em seguida, a chance de uma vingança leve. Flash na cara!!!
É o que eles querem!

30 novembro, 2010

Sem pensar...

Sai do trabalho. Espera. Pega ônibus. Paga passagem. Pede passagem. Senta.
Observa, não se enxerga, não mais espera.
Do que era. Passagem, viagem. Nada mais.
Se levanta. Desce. Caminha. Dá bom dia à noite.
Não se enxerga.
No aeroporto, pega o primeiro voo para qualquer lugar.
Paga. Pega o bilhete. Parte.
Partindo. Sem deixar recado. Sem planejar, nem esboçar. Sem pensar. Sem levar...
Simplesmente parte. Chora...
Sem foco. Não pensar em voltar.
Se perde. Esquece.
Sempre, sem pensar!

16 novembro, 2010

Suspensão Capilar



Jussara Martins 2010

31 outubro, 2010

Aflora, liberdade!


© Jussara Martins 2010

Pulsando no peito e nas mãos ao som da música que tocava ao fundo.


30 outubro, 2010


© Jussara Martins 2010

Enquanto estou respirando...
Dessa vez ninguém vai sabotar!

27 outubro, 2010

Ê povo!


© Jussara Martins 2010


23 outubro, 2010

Um casal corria na direção do ônibus. Ele ficou pra trás.
Trocavam olhares enquanto o ônibus não partia. Eles sorriam, tímidos, como se a paixão fosse algo para sentir vergonha. Ele pedia para ela ligar assim que chegasse em casa.
Ela partiu... Eu nunca mais os vi!

02 outubro, 2010



© Jussara Martins 2010

Eu talvez não soubesse o quanto era importante.
A ponto da mudança pedir um momento. Um, especial.
Que se registre essa passagem. De um a outro, uma troca.
..

05 setembro, 2010

Desportiva quebra a cara


© Jussara Martins 2010

Estou concorrendo, pela segunda vez, ao Prêmio Capixaba de Jornalismo. A foto "Desportiva quebra a cara" foi feita durante a cobertura dos jogos da Copa ES de futebol e mostra um jogador da Desportiva representando a situação do time, rebaixado dos campeonatos capixabas. O jogador é completamente ignorado pelos outros jogadores e também pela bola do jogo, fora de cena.
Esta foto foi usada na matéria como forma de mostrar o drama e a situação do time em todo o campeonato.


Para votar
é só entrar no site.
http://www.premiocapixabajornalismo.com.br/site/hotsite2010/php/inc/popup_inicio.php?cid=3

categoria Fotojornalismo. Foto nº10 "Desportiva quebra a cara" - Jussara Martins

03 setembro, 2010



© Jussara Martins 2010

Dona Maria, 80, nunca foi casada, mora sozinha no Centro de Vitória. Nesse dia, ela deu "faxina na casa toda" e como de costume, saiu para dar uma volta. Seguiu para a oração diária, acompanhada de Bolinha, na Catedral. Pediu autorização.
A cadela não é de Dona Maria, mas é ela quem a alimenta. Ainda que 'sem querer', ela adotou a cadelinha que é maltratada pelo dono. E ganhou uma companheira para os momentos que seriam de solidão...

01 setembro, 2010

Mobilete


© Jussara Martins 2010

Fomos ao Xurí, em Cariacica, e passamos por Terra Vermelha, na ida e na volta.
Na volta, mãe e filhos no passeio de mobilete.

27 agosto, 2010


© Jussara Martins 2009/2010

Sinto muito.
Mas não poderei estar contigo em sua monotonia, sua melancolia...
Sinta-se bem, sozinha, e longe (de mim).
Me deixe (em paz)!

28 julho, 2010


© Jussara Martins 2009

A noite se esvaindo...
E minha cabeça recostada.

10 julho, 2010


© Jussara Martins 2010

Nem tão só...

03 julho, 2010

Fugaz




A entrega causa 'dores incuráveis por algum tempo'.

25 junho, 2010


© Jussara Martins 2010

Tem ausência por aqui.
Um pouco de ausência, um pouco de desapego, por um apego.
Ausência para reconhecer. Ausência para comparência.

11 junho, 2010

Futebol de saia? Sim!



© Jussara Martins 2009

30 maio, 2010

- A lua tá batendo na minha janela de novo!


© Jussara Martins 2008

- A lua bate nas vistas e no peito de vez em quando. As vezes em outros órgãos vitais a existência humana também. Como a mente...Mas, não sei se é possível numa janela...

Tem alguém sempre me lembrando de ver a lua. Sorte minha!

29 maio, 2010


© Jussara Martins 2009

26 maio, 2010


© Jussara Martins 2010

Que exista inspiração aí. Pois faltam palavras aqui.

18 maio, 2010


© Jussara Martins 2010

Frei Claudius Guski, 76 anos, alemão.
Histórias de quem vivenciou a Segunda Guerra Mundial.

Convento da Penha, Vila Velha, ES
18.05.2010

12 maio, 2010

Em fuga...


© Jussara Martins 2010

Paulo Hartung, governador do Espírito Santo.

06 maio, 2010

Fotografia. Coágulo.


© Jussara Martins 2010

A dor é do lado esquerdo. Depois daquela pancada, era vertigem, dor. A sensação de que alguma coisa saiu do lugar, ou algo saiu de algum lugar de mim.
Ainda sinto o lado direito. Devo passar essa noite. Espero que essa noite passe e eu sinta o lado esquerdo assim como eu sinto o direito.

04 maio, 2010


© Jussara Martins 2010

-Ei. Você já viu a lua?
- Não!
- Ela tá amarela e na metade só! Você vai ter que olhar...Olha pra África!
- Pra África?


...Boa noite. Bons sonhos!

Um tempo no momento.


© Jussara Martins 2010

29 abril, 2010



© Jussara Martins 2010

Não é um espetáculo. E do lado de cá...Também não se encena. Nunca foi uma encenação. Qualquer personagem sequer existiu. Eu aqui e eles ali, sem planejar. A percepção dá o tom desses caminhos que se cruzam. A sensação de ser visto, de ambos os lados. Vamos existindo, nos percebendo...Anonimamente, suavemente.

Em processo...

24 abril, 2010


© Jussara Martins 2010

22 abril, 2010

Ondas visuais de ondas sonoras





© Jussara Martins 2010

Escutava o antigo locutor de rádio enquanto cobria o futebol. Aquela voz expressiva e ágil representava uma cena que nunca tive a oportunidade de presenciar. Um homem, sentado em frente a sua casa, escuta o jogo do seu time de coração e personifica os jogadores, a torcida e qualquer situação narrada. Uma riqueza de detalhes tão imensa nasce do fôlego, da respiração e do tom de voz do locutor, dando a direção do rádio no ouvido do torcedor...

A cena que nunca presenciei.

Tudo bem, os tempos são outros. Escuto o que vejo, vejo o que escuto. Confirmo a personificação. Vivo o momento em sua plenitude. Entrego-me a todas as emoções, valorizo cada detalhe da emoção. Todos os sentidos ali, para fazer mais sentido sentir.

Obs: O jogo foi ruim. Só para constar. rs

Rio Branco X Vitória
Capixabão 2010

19 abril, 2010



© Jussara Martins 2010

Repórter e motorista, pessoas 'normais'. A fotógrafa não!

Empate



© Jussara Martins 2010

Capixabão 2010
Vitória X Vila Velhense

15 abril, 2010

Matéria: balé e futebol


© Jussara Martins 2010

No balé futebolístico do Capixabão, quem esta dançando é a Desportiva (dir.). Mas quem dá a aula, aqui, é o Rio Bananal (time do interior do ES).

10.04.2010
Engenheiro Araripe - ES

13 abril, 2010

Os (sem) limites da liberdade!



© Jussara Martins 2010

12 abril, 2010

Romaria



© Jussara Martins 2010
Festa da Penha - ES

08 abril, 2010

Disritmia Rítmica Disritmia




© Jussara Martins 2010

Na disputa de playoffs, equilíbrio só existiu no intervalo.

Vila Velha 64 X 68 Joinville
07.04.2010

06 abril, 2010

Recorte de recortes


© Jussara Martins 2010
Um dia, na praia, trabalhando.


© Jussara Martins 2010

05 abril, 2010

Mais do que poeira...


© Jussara Martins 2010

03 abril, 2010


© Jussara Martins 2010

Ia assim, subindo a ladeira, tropeçando. E aos poucos as coisas iam se encaixando.

01 abril, 2010

Estação de passageiros




© Jussara Martins 2010