27 agosto, 2010


© Jussara Martins 2009/2010

Sinto muito.
Mas não poderei estar contigo em sua monotonia, sua melancolia...
Sinta-se bem, sozinha, e longe (de mim).
Me deixe (em paz)!