01 dezembro, 2010

Nada a ver com paredes, colares, náuseas e doces!

Foi uma porrada. E eu não lembraria de toda a trajetória que percorri de ré para tentar um bom ângulo. Dos poucos que dão certo e esse não deu. Tinha uma árvore no caminho. Eu tive poucos segundos para perceber que não havia sangramento e nada havia escorrido em meu colete, que pesava alguns poucos quilos. Um segundo de quase desmaio e não saberia dizer quem serviu de escora. Ainda sinto o baque. Ainda sinto as pernas queimando, o suor escorrendo, os ombros cansados, os olhos ardendo...E lembro da raiva que veio depois do "deixa ela aí". Viria, logo em seguida, a chance de uma vingança leve. Flash na cara!!!
É o que eles querem!

1 comentários:

edson chagas disse...

Jussara, vou ajudar com o flash na cara! fazê-los ver tudo quadradinho.